segunda-feira, 21 de julho de 2008



Não posso esconder de Deus minhas palavras, uma vez que entendi que não há silêncio que Ele não ouça, que não há pensamentos que Ele não sonde, e que não há desejos que Ele não conheça.

A falta de palavras não me torna estranha aos olhos do Pai, e o meu silêncio nunca é mudo!

E são as palavras do Seu silêncio que transformam diariamente a minha vida barulhenta.

Como gosto de ouvir Seu silêncio em meio a esse meu barulho.

.

..

...;

2 comentários:

Carlos disse...

Bom, por ser leigo nesse negocio de blog fui obrigado a escrever aqui, retomei meu blog recentemente, não sou muito de me expressar para outras pessoas mas decidi fazer aquele blog mesmo sabendo que outros além de mim leriam, enfim, li o comentario que me fez e o achei muito interessante, pelo que escreveu provavelmente tem uma visão de mundo tão diferente quanto à minha, e sim, entendi, mas posso não ter entendido o mesmo que você, pois tenho certeza que sabe que existem diferentes maneiras de interpretar um texto, mas creio eu que tenha chegado perto da sua linha de raciocinio e entendi o sulficiente para adicionar uma nova maneira de pensar à minha vida. Obrigado. http://ameusolhos.spaceblog.com.br/

Luiz Modesto disse...

Bom post, minha cara.
Continue.
Abraços