quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Há.



;
Há tantas faltas, mais do que erros
E se faltas são erros,
sobraram erros.

Há o tempo que não volta,
Há o caminho que confunde,
Há o sonho que não é.

Preciso deixar de enfatizar aquilo que não há
como o dia de amanhã que ainda não chegou
E viver o aqui.

Há o dia de hoje,
Há o caminho que ensina,
Há outras chances
e talvez outros dias.

Um comentário:

Gito disse...

Ei Carol, claro que pode publicar! =D
Não sei como te responder, sem contato, por isso mandei aqui!
Fica bem!
Um beijão.